Entrada A Freguesia
História - Alpiarça a concelho PDF Versão para impressão Enviar por E-mail
Quarta, 13 Agosto 2008 23:36
Indíce do artigo
História
Memórias paroquiais
Alpiarça na literatura
Alpiarça a concelho
Alpiarça e as invasões francesas
A guerrilha de Alpiarça
José Relvas chega a Alpiarça
José Relvas “o motor” do 5 de Outubro
Todas as páginas

Alpiarça a concelho

Sendo, como era, a povoação com mais habitantes do concelho de Almeirim, com um bom grau de desenvolvimento, com alguns dos maiores lavradores do Ribatejo e com uma influência crescente em termos políticos, não é surpresa para ninguém que a aldeia seja promovida a vila em 1906, mercê de um pedido feito pela Junta de Paróquia da Freguesia de Alpiarça e de uma informação circunstanciada do Governador Civil do distrito de Santarém, que estão reflectidas no decreto-lei publicado no Diário do Governo de 20 de Fevereiro de 1906 onde o Governo da Monarquia refere que: “Querendo dar a esta (Alpiarça) … um testemunho de consideração: Hei por bem fazer à mesma freguesia a mercê de a elevar à categoria de vila de Alpiarça e me apraz que nesta qualidade goze de todas as prerrogativas, liberdades e franquezas, que directamente lhe pertencerem”.

Subido este degrau, outro logo se procura atingir. Com efeito os homens influentes de Alpiarça não param na ambição de valorizarem a sua terra, não causando por isso surpresa o facto de, passados mais oito anos, terem conseguido que a vila atinja a maioridade administrativa, como concelho independente, o que acontece precisamente no dia 2 de Abril de 1914.

A formação do novo concelho não mereceu contestação por parte das autoridades autárquicas de Almeirim, pelo menos não a encontramos oficialmente exposta nas actas da Câmara Municipal, ao contrário do que seria de esperar, pois perdiam a freguesia mais rica, mas para este consentimento tácito não será estranho o prestígio de José Relvas e ao facto de Almeirim estar a ser gerida por elementos afectos ao Partido Republicano desde as eleições de 1908, pelo que não seria “correctamente político”, como hoje se diz, que estes pusessem qualquer tipo de obstáculo a uma pretensão liderada por um dos mais eminentes vultos do Partido Republicano e da revolução de 1910, José Relvas.
 
Esta promoção a concelho não foi, contudo, isenta de alguma discussão inflamada e polémica nas sessões do Senado e não fora a influência de José Relvas, um homem do 5 de Outubro, que havia sido Ministro das Finanças do primeiro governo da Republica e Embaixador na corte Espanhola, e talvez na altura não fosse possível a criação do concelho, já que a simples proposta para pôr o documento à discussão passou entre os deputados com apenas 26 votos a favor e 22 contra. As razões apresentadas pelos senadores favoráveis às pretensões de Alpiarça não eram facilmente defensáveis, já que se baseavam na antipatia entre as duas localidades, no entanto José Relvas chamado a pronunciar-se quando a situação parecia irremediavelmente perdida em relação à criação do novo concelho, fez jus à sua fama de tribuno brilhante, arrebatando os seus adversários com um discurso vigoroso, credível e assente fundamentalmente em questões de natureza económica, dizendo que o novo concelho tinha recursos financeiros e população suficientes para ter vida independente, realçando ainda o facto de que a soma total dos encargos de Alpiarça autónoma ficariam abaixo da sua participação nas despesas do concelho a que pertencia até então. Votou-se favoravelmente a criação do concelho de Alpiarça, mas isso não foi suficiente para que as desconfianças políticas se desvanecessem, pois semanas mais tarde, quando da criação de novos concelhos, o senador Ladislau Parreira, que tinha votado favoravelmente a passagem de Alpiarça a concelho, considerava que isso “tinha sido uma verdadeira burla, cujo voto renego neste momento”, pois, segundo o que tinha sido apresentado como justificação, “havia antipatia entre as duas freguesias de Almeirim e Alpiarça, mas o certo é que isso não é razão suficiente para se constituírem concelhos à parte… algumas dessas freguesias querem constituir-se em concelhos para terem preponderância eleitoral.”
Mas a vila de Alpiarça foi elevada à condição de sede de concelho e essa foi uma importante vitória política que teve José Relvas como figura cimeira .



atualizado em Terça, 26 Agosto 2008 22:48